Usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Se continuar navegando, entendemos que você concorda com estas condições.

We use cookies to improve your experience on our website. If you continue browsing, we understand that you agree to these conditions.

Wir verwenden Cookies, um Ihre Erfahrung auf unserer Website zu verbessern. Wenn Sie weiter surfen, erklären Sie sich mit diesen Bedingungen einverstanden.

Notícias

Ver
Card image cap

{{ d.Titulo }}

{{ d.Chamada }}

Saiba Mais

Pesquisa

Ver
Card image cap

{{ d.Titulo }}

{{ d.Chamada }}

Saiba Mais

Dúvidas

Ver

O teste de diagnóstico epigenético é uma determinação científica da idade biológica e do tempo de vida biológico restante.

São coletados 5-8 ml de sangue e enviados de forma resfriada para a Epiprocare, para diagnóstico. Epiprocare isola o DNA livre de células desse sangue, modifica-o quimicamente e realiza uma análise biológica molecular altamente sensível e especialmente desenvolvida (por esta própria empresa) do material genético para determinar o genoma global, isto é, distribuído por todo o DNA (aproximadamente 3,3 bilhões de pares de bases) para determinar a metilação (do DNA).

A evidência da idade biológica humana usando Epiprotime é feita a partir do sangue. A Epiprocare está desenvolvendo diagnósticos e prognósticos que permitirão a detecção e determinação precoces do estágio de um tumor a partir do sangue e urina.
A medição da metilação de DNA em todo o genoma usando Epiprotime fornece informações sobre até que ponto meu estilo de vida anterior afetou a epigenética do meu DNA e, portanto, também informações sobre minha expectativa de vida. Com base nessa medição e nos resultados atuais da pesquisa científica, o Epiprocare fornece instruções sobre como desfazer (ou reverter) uma epigenética desenvolvida incorretamente.
A epigenética é um reflexo dos fatores externos que influenciam nosso organismo. Ver essa imagem no espelho nos ajuda a entender pela primeira vez quais fatores externos foram ruins para nós e nos permite alterar conscientemente seu impacto em nosso organismo, a fim de otimizar nossa regulação epigenética de nossos genes novamente, para que nossas células permaneçam saudáveis.